O vazamento de dados é capaz de causar prejuízos bilionários

É preciso evitar que criminosos tenham acesso a dados bancários e realizarem transações financeiras fraudulentas.

A resolução N° 4.658 do Banco Centro do Brasil, dispõe sobre a política de segurança cibernética e sobre os requisitos para a contratação de serviços de processamento e armazenamento de dados e de computação em nuvem a serem observados pelas instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo BACEN.

Faça o monitoramento dos seus dados

Esta Norma tem o objetivo de evitar riscos cibernéticos e proteger as instituições financeiras, além de determinar que as instituições reguladas pelo Banco Central desenvolvam uma política de segurança cibernética, um plano de ação de respostas a incidentes e requisitos para a contratação de serviços terceirizados.
A contratação de qualquer serviço terceirizado e de processamento, armazenamento de dados e de computação em nuvem feito pela instituição financeira deve ser previamente comunicada ao Banco Central com antecedência mínima de 60 dias. As instituições têm até 31 de dezembro de 2021 para estarem em conformidade com a Resolução, a fim de evitar riscos de punições do BACEN.

Imagem

Elaboração de Política de Cibersegurança

- Objetivos de segurança cibernética da instituição;
- Procedimentos e controles adotados para reduzir a vulnerabilidade a incidentes;
- Controles específicos que garantam a segurança das informações sensíveis;
- Registro e análise das causas e impactos de incidentes para as atividades da instituição;
- Definição de plano de ação, processos e diretrizes para a descoberta e resposta a incidentes de segurança;

- Prevenção de vazamentos de informações;
- Realização periódica de testes e varreduras para detecção de vulnerabilidades;
- Proteção contra softwares maliciosos;
- Estabelecimento de mecanismos de rastreabilidade;
- Controles de acesso e segmentação da rede de computadores e manutenção de cópias de segurança dos dados e das informações.